PAI NOSSO


Não posso dizer “Pai Nosso” se não vejo em todos os homens irmãos meus.
 Não posso dizer “que estais no céu” se o que mim preocupa são os bem da terra.
Não posso dizer “santificado seja vosso nome” se a minha vida é uma imagem falsa de vós.
Não posso dizer “venha nós o vosso reino” se a não deixo o amor de Cristo crescer em mim.
Não posso dizer “seja feita vossa vontade assim na terra como no céu” se divinizo as minhas vontades, se o que mim importa é o quero.
Não posso dizer “o pão nosso de cada dia daí nos hoje” se não sou capaz de reparti o pão com os necessitados.
Não posso dizer “perdoai as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido” se a minha vida é permanente ofensa à justificação e à caridade.
Não posso dizer “e não nos deixei cair em tentação, mas livra nos do mal” se fecho os olhos à mão estendida , os ouvidos ao pedido, se fujo de minhas responsabilidades como homem na construção de um mundo melhor.
Não posso dizer “Amém” porque minto se não aceito tudo isso.