ABANDONAR-SE À DIVINA PROVIDÊNCIA


“O espírito de nossa Obra quer que tenhamos sempre uma ilimitada confiança, um terno e filial abandono na paterna, sempre vigilante e amável Providência Divina”. 
“A Divina Providência é uma terna mãe que tudo ordena para o nosso bem, para o nosso maior bem”.
Os Pobres Servos “vivam a vida da fé e do abandono em Deus, sintam-se seguros nele e em sua proteção”.
“A fé na Providência seja sempre o nosso baluarte, e a nossa rocha; lembremo-nos de que Ela nunca falhará, se fizermos a nossa parte”.
“De nossa parte trabalhemos, façamos como se tudo dependesse de nós e depois deixemos a Deus e à sua Providência”.