PALAVRAS DE SÃO JOÃO CALÁBRIA: RETORNEMOS AO EVANGELHO

Retornemos à prática do santo Evangelho sem mutilações, sem interpretações arbitrárias, mas procurando penetrar no seu sentido e espírito puro e genuíno para, depois, ajustarmos a ele nossas opiniões e nossa vida. O Evangelho, por exemplo, fala-nos de um Deus que é Pai, que se preocupa conosco bem mais que os pássaros do ar e as flores do campo e que, portanto, jamais nos deixará faltar o necessário, desde que busquemos em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça. O Evangelho exorta-nos a não acumularmos riquezas que a ferrugem e a traça destroem e que os ladrões roubam, mas a adquirirmos tesouros no céu, para o qual tão somente fomos feitos. Ensina-nos que a vida presente é apenas uma preparação para a vida futura, a vigília de uma grande festa que durará para sempre. Conforta-nos na dor e nas inevitáveis provações e sofrimentos, garantindo-nos que, depois, nossa tristeza se transformará em alegria.

Alimenta a nossa fé e esperança, mostrando-nos a eficácia absoluta da oração. Quer que nos amemos uns aos outros, como Jesus nos amou, isto é, até ao sacrifício de nós mesmos e de tudo o que é nosso e ensina-nos a essência da religião, que consiste exatamente na caridade, mas numa caridade de obras e não de palavras. E, como que confirmando este novo e grande mandamento, fala-nos a seguir, dando-lhe o máximo destaque, da inefável caridade de Deus para com o homem, graças à qual primeiro o homem é elevado ao plano sobrenatural, ficando assim destinado a ver e possuir a Deus para sempre, e em seguida, após a queda de Adão, não é abandonado a si mesmo, mas resgatado e redimido pelo Sangue de Jesus, Filho de Deus feito homem, que se imolou no altar da Cruz pelos nossos pecados.

Eis aí as grandiosas, consoladoras e imutáveis verdades que o Evangelho nos apresenta.


Palavras de São João Calábria - Livro: Retornemos ao Evangelho.