Morre Dom Vicente Zico, arcebispo emérito de Belém

Arcebispo emérito tinha 88 anos e apresentava problemas respiratórios. Ele havia renunciado em 2002.

Faleceu na tarde desta segunda-feira (4) o arcebispo emérito de Belém, Dom Vicente Zico. Ele apresentou dificuldades respiratórias após retornar de viagem de Belo Horizonte, onde foi visitar familiares. A informação foi confirmada pelo cardeal do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, que publicou nas redes sociais que "Dom Vicente Zico, arcebispo emérito de Belém, acabou de fazer sua Páscoa definitiva. Rezemos pela sua alma, o seu descanso eterno junto de Deus".

Dom Zico estava hospitalizado e, mesmo com dificuldades respiratórias, manifestrou o desejo de retornar para a residência episcopal no domingo (3). Segundo comunicado divulgado pelo arcebispo de Belém Dom Alberto Taveira para os sacerdotes da arquidiocese, o pedido de Dom Zico foi atendido após um parecer da equipe médica, que o liberou com a condição dele não receber visitas.

Ao retornar para a residência episcopal, o arcebispo emérito apresentou melhora e conseguiu se alimentar normalmente, mas ainda apresentava problemas respiratórios, dependendo de oxigênio suplementar e do acompanhamento de uma equipe de enfermagem.

Dom Vicente Zico nasceu em 27 de janeiro de 1927 em Luz, Minas Gerais. Ele foi nomeado arcebispo coadjutor de Belém pelo papa João Paulo II em 1980, exercendo o cargo até 1990, quando sucedeu Dom Alberto Ramos por causa de sua aposentadoria aos 75 anos.

Dom Zico renunciou a arquidiocese em 2002. Sua renúncia foi aceita em 2004, quando foi nomeado arcebispo emérito. Dom Zico acompanhou o trabalho dos arcebispos Dom Orani João Tempesta, que o sucedeu na arquidiocese de Belém, e Dom Alberto Taveira, que ocupou o cargo após Dom Orani ser nomeado cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro.

Fonte: G1 Pará