Hospital Divina Providência completa 19 anos

No dia vinte e seis de agosto foi Celebrada a santa Eucaristia em Ação de Graças pelos dezenove anos do Hospital Divina Providência mantido pela Congregação Pobres Servos da Divina Providência em Marituba PA. O Hospital presta um serviço de qualidade baseado nos princípio da Espiritualidade Calabriana à população de Marituba e outros municípios do Pará.

Desde sua fundação é considerado um centro de excelência no atendimento das áreas de Cardiologia, Neurologia, Neurocirurgia, Ortopedia, Pronto Socorro e Medicina Preventiva.

Com uma estrutura privilegiada, o Hospital Divina Providência oferece uma equipe médica qualificada e equipamentos de última geração. Ao todo conta com 135 leitos e realiza mais de 10 mil atendimentos por mês.


Louvamos e bendizemos a Deus por esta missão expressando o amor de Deus Pai Providente pelos seus filhos e filhas, especialmente os mais simples e necessitados. Agradecemos também a todos os religiosos, religiosas, colaboradores e benfeitores que ajudam a manter sempre viva esta missão.







Acompanhe a seguir o depoimento da Dra. Terezinha de Jesus Botelho de Araujo. 



CELEBRAÇÃO DOS 19 ANOS DE EXISTÊNCIA DO HOSPITAL DIVINA PROVIDÊNCIA E 25 ANOS DA PRESENÇA DOS POBRES SERVOS DA DIVINA PROVIDÊNCIA EM MARITUBA – PA

No dia 25 de Fevereiro de 1991 a Congregação Pobres Servos da Divina Providência, a pedido da Arquidiocese de Belém e do PIME, na pessoa do saudoso Dom Aristides Pirovano, assumia as atividades pastorais e sociais da missão de Marituba, iniciadas por Dom Aristides e seu amigo o Dr. Marcello Candia. Junto com as atividades existentes, que eram o Centro Dermatológico Dr Marcelo Candia, dois postos de saúde, duas escolas e a Paróquia com cinco comunidades, a Congregação Pobres Servos da Divina Providência assumia também, por desejo de Dom Aristides, o compromisso de reestruturar o Abrigo João Paulo II e construir aqui em Marituba um Centro Profissional e um Hospital, hoje o Hospital Divina Providência, que comemora 19 anos de existência. A Congregação, graças à Divina Providência, foi além do sonho de Dom Aristides. As atividades pastorais somam onze comunidades e um Centro de Orientação Vocacional. Na educação são quatro escolas e três creches. Na saúde quatro Unidades Assistenciais. No social são três projetos com cerca de aproximadamente 3.450.090 beneficiários e geração de mais de 800 empregos diretos ao longo desses 25 anos. 

Porém, a grande riqueza trazida para Marituba pelos Pobres Servos da Divina Providencia não foi somente as atividades nas áreas pastoral, social, educacional e sanitária. Mas a grande riqueza trazida para Marituba por esta Congregação foi o Carisma, a espiritualidade e a filosofia deixados por seu fundador São João Calábria. A grande missão nestes 25 anos foi aquela de “reavivar a fé e a confiança em Deus Pai/Mãe de todos os homens mediante o abandono total na Divina Providencia, vivido e testemunhado em todos os acontecimentos históricos”. E um destes eventos históricos vividos nestes 25 anos foi a construção e a operacionalização do 
Hospital Divina Providência.

O Hospital Divina Providência, assim como todas as outras atividades desenvolvidas aqui em Marituba pelos Pobres Servos são eventos que testemunham a Providência de Deus que por sua vontade quis que aqui se construísse este hospital. E para isso suscitou pessoas, que poderíamos dizer que são ricas e portanto nos ajudam; não é verdade. Essas pessoas permitem que a graça de Deus haja sobre elas e dessa forma são desapegadas dos bens materiais e solidárias com quem precisa. Renunciam seus bens para ajudar para que estas atividades se tornem realidade. E aos religiosos e religiosas cabe a responsabilidade diante de Deus de administrar de forma responsável e consciente estes recursos que a Providência coloca em suas mãos em prol exclusivamente da missão. Hoje, o próprio Hospital é Providência para as pessoas, para os pacientes de Marituba e Região que precisam de assistência para a sua saúde.

São João Calábria dizia que o paciente, depois de Deus é o nosso dono, o paciente depois de Deus é o nosso patrão. Isto é, a razão de ser do hospital é o paciente, a razão de ser do Hospital é aquela de levar saúde à comunidade e a todas as pessoa que a ele recorrem. A razão do Hospital Divina Providência é aquela de trazer vida, vida em abundância. Por isso o lema do Hospital são as palavras de Jesus: “Eu vim para que todos tenham vida…”. Nestes 19 anos de existência, o Hospital Divina Providência quis testemunhar que Deus é Pai, um bom Pai, que cuida de todos os seus filhos com amor e quer trazer a todos mais vida, mais saúde. Por isso o hospital precisa sempre atualizar sua estrutura física, seu parque tecnológico e sobretudo capacitar sua equipe de colaboradores .

Que nesta celebração dos 25 anos dos Pobres Servos da Divina Providência em Marituba e os 19 anos do Hospital, intercedamos a Deus Pai Providente, para que na nossa vida e na nossa maneira de atuarmos possamos ser coerentes com a vontade de Deus. E, desta forma, nossa missão possa continuar sendo testemunho de que Deus é Pai bondoso e presente em nosso meio. E que a exemplo dos religiosos e religiosas que dedicam suas vidas a esta missão sejamos capazes de deixar que Deus trabalhe em nossos corações para também tornarmos benfeitores e administradores destes bens através do uso racional e responsável dos mesmos.

Louvamos a Deus, com esta celebração, por estes grandes eventos para a comunidade de Marituba e para cada um de nós.


Dra. Terezinha de Jesus Botelho de Araujo.
Engenheira do Hospital Divina Providência.